Anna Todd criou uma fan fiction do One Direction enquanto seu marido estava no Iraque – você pode culpá-la? Inspirada em Harry Styles, Todd escreveu um romance de boa-garota-encontra-bad boy, After, em seu telefone usando o aplicativo Wattpad, publicando um capítulo diário por mais de um ano. Frequentemente comparado à trilogia Fifty Shades ambos originários desse universo, After cresceu em uma série de cinco livros com 1.5 bilhão de leituras, disponível em 40 países.

Hoje esta história chegou as telonas, com a Australiana Josephine Langford interpretando Tessa Young, e o britânico Hero Fiennes-Tiffin como Hardin Scott. A Girlfriend se encontrou com os protagonistas em Los Angeles para conversar sobre o filme, One Direction e sua família famosa.

Quão conscientes vocês estavam do fenômeno After?

Josephine: Eu não fazia ideia de que existia bem debaixo do meu nariz. Eu acho que nós dois estávamos vivendo em cavernas!

Hero: Fiquei chocado ao descobrir quantas pessoas sabiam sobre isso, então estou muito animado com o fato de estarmos a bordo do projeto e levando a jornada ainda mais longe.

Suas redes sociais bombaram depois que você foi escalado. Como foi?

Hero: Inicialmente foi uma loucura e não fiquei online por alguns dias, embora a maioria das reações tenham sido positivas.

Josephine: Tive muita sorte quando fui anunciada porque todos me apoiaram muito e me disseram um milhão de vezes que eu pareço exatamente com Tessa.

Os livros After foram originalmente escritos como fan fiction de One Direction. Vocês gostam da banda?

Josephine: Eu acho que eles são bons, mas eu nunca parei para escuta-los, apesar de conhecer algumas de suas músicas.

Hero: Eu nunca salvei nenhuma das canções deles no meu celular, mas eu respeito e aprecio suas músicas. Muitas pessoas os amam, então eles claramente fizeram algo certo. Música é tão subjetiva.

Hero, você está interpretando uma encarnação de Harry Styles em After. Você já o conheceu?

Hero: Não. Eu aprecio como meu personagem foi inspirado nele no começo, mas chegou tão longe desde então. Eu não sei muito sobre Harry, mas, pelo que ouvi, ele não é realmente parecido com ele. Hardin tem uma personalidade própria.

Você tem muitas tatuagens no filme. Elas são verdadeiras?

Hero: Não tenho uma tatuagem sequer! Gosto delas, mas ficaria com medo de comprometimento – de permanentemente tê-las em minha pele pelo resto da vida. Vamos ver!

Vocês dois interpretam estudantes universitários em After. Vocês foram a faculdade?

Josephine: Não. Sempre quis ser uma atriz, então estou feliz com o caminho que escolhi.

Hero: Eu não fui porque fiquei com a ideia de me endividar por três anos. Não havia nada que eu quisesse fazer o bastante para ir para a universidade e a atuação estava indo bem. Eu queria colocar minha cabeça nisso e dar o meu melhor com minhas audições.

Vocês compartilham algumas características com seus personagens?

Josephine: Sou muito organizada, arrumada e motivada como a Tessa.

Hero: Gosto de pensar que sou tão confiante quanto Hardin. Acho que compartilhamos pontos de vista muito realistas, quase cínicos, sobre a vida. No geral, acho que somos mais diferentes do que semelhantes.

Vocês fizeram testes de química para seus papéis?

Josephine: Não. Na verdade nos conhecemos pela primeira vez no saguão do hotel em Atlanta, uma semana antes das gravações começarem. Fomos diretamente para um jantar, e no outro dia começamos os ensaios.

Hero: Seria difícil se não tivéssemos química – espero que tenha funcionado.

Vocês dois têm família no ramo cinematográfico (A irmã de Josephine está em 13 Reasons Why e os tios de Hero são atores britânicos). Suas famílias influenciaram vocês?

Josephine: Para mim, era apenas algo que eu sempre quis fazer. Nunca houve um filme ou um evento que me fez ir: Ah, tudo bem, é por isso que eu quero fazer isso. Eu nunca poderia me imaginar fazendo outra coisa.

Hero: Minha mãe é diretora e meu pai é escritor. Eles sempre me apoiaram muito, mas também me fizeram consciente de que nada é prometido e eu sempre deveria ter um plano B, então também trabalhei na indústria de alimentação porque eu amo cozinhar.

Meus tios sempre me dizem que estão lá se eu precisar conversar, mas não os vejo com frequência porque estão muito ocupados. Quando o faço, é mais interessante falar de coisas de família do que de trabalho.

Hero, você apareceu no filme final de Harry Potter como uma versão mais nova do Lord Voldemort de seu tio Ralph Fiennes. O quão divertido foi para você?

Hero: Muito. Voltar para a escola depois foi um pouco embaraçoso. Eu queria manter em segredo, mas minha professora disse à turma – por sorte foi legal, e meus amigos me apoiaram muito. Isso realmente não mudou minha vida drasticamente, a não ser que as pessoas começaram a me chamar de “Potter”.

Matéria Original: Girlfriend Austrália | Tradução: Paula Sales (Equipe Hero Fiennes-Tiffin Brasil)